ME DEIXA RECLAMAR

Ocorre com frequência. Naquelas trocas de ideias com amigos ou familiares, chega aquele momento em que tu fala algo do tipo “nossa, não aguento mais essa situação” fazendo um desabafo honesto sobre algo que tu tens vivido e o que tu tens como resposta é um “ah, mas tu és privilegiado, porque tá tudo bem na tua vida, tu tens teto, tem o que comer, tem família e tudo mais”. Como responder para essa pessoa sem ser grosso, eu já não sei, tendo em vista que ando sem paciência até para olhar pros lados ao atravessar a rua.

Isso, que tem me acontecido com maior frequência do que eu gostaria, de ter essas objeções como resposta me leva a refletir o quanto o que as pessoas vêem do básico que se tem não garante felicidade e satisfação de ninguém. Essas “coisinhas” que as pessoas pontuam que devem te deixar realizado por “ter” jamais serão o suficiente se formos analíticos e tivermos o bom senso de perceber que “isso” é o mínimo que todos deveríamos ter direito.

“Mas Braian, nem todo mundo tem essas comodidades’, então não reclame de barriga cheia”. Concordo que nem todo mundo possui o básico para viver bem, e que isso é triste, mas possuí-lo não isenta ninguém da insatisfação com coisas que incomodam no dia a dia como problemas de convivência familiar, falta de reconhecimento no trabalho (seja pela falta de um cargo melhor ou um aumento salarial), falta de compreensão e atenção de parceiro(a) ou amigos. Enfim, há tantas coisas que nos complementam e que podem estar em desequilíbrio que eu perderia mais um bom tempo digitando sem pausa nem para um café.

Quando alguém reclama da vida para ti, ela não está apenas se exclamando e expondo o quão difícil tal situação é para ela, ela está confiando na tua capacidade de auxiliar com uma resposta mínima que seja. Pode ser até o bom e velho, e por vezes insuportável, “respira fundo que vai passar”. O importante é a troca. E quando me encontrar na rua ao acaso ou me chamar no whatsapp, por favor, não me venha com o discurso de “reclamar de boca cheia”. Apenas me deixe reclamar antes que eu exploda. Afinal, como já me é rotineiro lembrar: “a percepção de pequenos incômodos é a chave para realizar grandes mudanças”.

***

ASSINE MEU MATERIAL EXCLUSIVO

Receba crônicas exclusivas, dicas de livros, discos e podcasts assinando minha NEWSLETTER. É grátis e super simples.

CLIQUE AQUI: http://bit.ly/braianemailmkt

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s